PAPO MALUCO BRASILEIRO

Texto publicado no site umaboadose.com em setembro de 2015.

Em tempos onde a moda é posar de natureba e o velho e bom “Obrigado” foi substituído indiscriminadamente por “Gratidão”, me intriga o nível das conversas nas salas de café que existem pelo Brasil afora. Alguma coisa está em desacordo.

– Você viu o absurdo que está o dólar?!

– Pois, é! E ouvi falar que vai aumentar ainda mais!

– Também, com essa roubalheira que está o nosso país!

Nunca vi, como o povo brasileiro gosta de falar mal da terrinha!

Está certo, eu sei que as coisas não andam lá muito bem, mas vejamos: reclamar e nada fazer, vai ajudar? Sim, vai ajudar a piorar a situação, engrossando o coro dos pessimistas de plantão; vampiros sugadores da energia alheia.

Nosso país está sim, passando por uma situação complicada. E por isso mesmo, precisamos nos unir e fazer um trabalho de formiguinha para que a engrenagem que move o Brasil passe a trabalhar positivamente. Se “a cada ação existe uma reação de mesma intensidade no sentido contrário”, temos que mudar nosso campo de energia; parar de focar nas notícias negativas e perceber as coisas boas que existem no país.

Comece seu dia selecionando boas novas. Vale dar uma olhada em sites, fazer uma colinha e colocar no bolso. Você não está afim daquela conversa fiada de sempre, está? Então prepare-se. Difícil? Vai depender única e exclusivamente da sua boa vontade, eu garanto.

Imagine como uma pessoa poderia ser pega de surpresa, se ao lançar um “veneno nacional”, você respondesse com uma informação bacana, totalmente fora do contexto?

– Acabei de saber que deputados aprovaram como definição de família, a união entre homem e mulher. Esse país está andando para trás!

– Ouvisse falar daquele projeto de uma ONG onde crianças cegas estão podendo andar de bicicleta?  

– (…)

****

         – Você viu o absurdo que está o dólar?

         – Eu soube que terá um passeio ciclístico naquela região rural da cidade; vamos?

         – (…)

         Não é uma questão de alienar-se perante a situação pela qual o país está passando. Nada disso. É saber discernir se aquela será uma conversa produtiva ou apenas um muro de lamentações. É conseguir perceber uma oportunidade para alterar o inconsciente coletivo a favor da nossa morada. Porque o todo se faz de partes. E cada um de nós é uma dessas partículas que forma esse gigantesco e riquíssimo país. Sejamos luz que ilumina.

Então, mude o rumo da conversa! Faça este exercício diário e junte-se à turma que acredita verdadeiramente que o melhor país para se viver, é aquele que a gente constrói. Saque uma boa dose de Brasil e mande ver neste papo maluco! Garanto que no mínimo, você irá dar boas risadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s